FINANCIAMENTO DE IMÓVEIS E A TAXA DE JUROS

apartamentos para alugar curitiba

Quem utiliza financiamento imobiliário como recurso para a compra da casa própria deve estar preparado para lidar com termos como amortização, tabela price, SAC, SACRE, etc. Todos estão relacionados à aplicação dos juros nas parcelas do financiamento, por isso é importante entender cada um deles. As imobiliárias podem te ajudar.

De acordo com a imobiliária, um financiamento bancário funciona assim: um cliente recebe um capital X. Sobre esse valor são cobrados juros e todo mês é preciso pagar as parcelas ao banco para quitar a dívida. As parcelas são divididas em 2 partes: uma é a amortização (parte do capital que será devolvida ao banco) e a outra, os juros (como um tipo de aluguel do dinheiro que o banco emprestou para o cliente comprar o imóvel). E é o próprio banco quem define o limite de valor do imóvel, o limite para disponível para financiamento e as taxas de juros.

O modo como as prestações serão pagas e os juros dependerão do sistema de amortização da dívida, que pode ser de 3 maneiras:

  • tabela price: as prestações são fixas e os juros e amortizações são crescentes, as parcelas começam menores e crescem ao final do contrato. Como o valor a ser abatido no início é muito baixo, as parcelas tendem a ficar muito altas no fim do financiamento.
  • SAC (Sistema de Amortização Constante): a redução do valor total das parcelas é bem significativo, elas diminuem ao decorrer do financiamento. No início, as parcelas podem ser bem altas, mas tem a vantagem do comprador ter mais controle ao final do contrato com parcelas bem menores.
  • SACRE (Sistema de Amortização Crescente): as prestações são decrescentes e a amortização crescente. Neste sistema, o saldo devedor é corrigido antes da parcela, assim os juros são menores do que a amortização.

Distratos terão novas regras

Casas para alugar em Londrina pr

O governo pretende fechar uma proposta de regulamentação dos distratos (desistência da compra ou venda do imóvel na planta). As construtoras, incorporadoras, ministérios da área econômica e os representantes dos consumidores chegaram a um acordo nos principais pontos de uma proposta intermediária sobre o tema.

No caso de imóveis de até R$ 235 mil, a construtora teria direito a ficar com o custo da corretagem mais até 20% do valor já pago pelo comprador, desde que o total não ultrapasse 5% do valor do imóvel. Para imóveis acima desse valor, a empresa poderia ficar com o custo da corretagem mais até 50% das prestações já pagas, desde que o total não ultrapasse 10% do valor do imóvel. No caso de imóveis comerciais, o retido pela construtora não poderia ultrapassar 12% do valor do imóvel.

Entre os itens citados está o direito de arrependimento. O consumidor teria a possibilidade de desistir, em até 7 dias, de uma compra feita em estande de venda. A regulamentação pode acabar com o prazo de tolerância de 6 meses, depois de encerrado o contrato, que é  dado às construtoras para entregar os imóveis. O limite passaria a ser os últimos seis meses do contrato, quando o comprador já precisará arcar com as despesas da entrega da chave. Se o imóvel não for entregue, a indenização será de até 0,5% do valor do imóvel.

A ideia é que essa medida só tenha validade para os contratos que vão ser assinados depois da regulamentação. A proposta precisa dar mais segurança jurídica às empresas e maior proteção ao comprador, principalmente o adimplente que quer o imóvel e pode ser prejudicado pelo alto índice de distratos que vem ocorrendo no país nos últimos tempos.

Assinatura digital e transações imobiliárias

A maioria dos documentos das transações imobiliárias necessita de certificação cartorial de autenticação. Se o corretor de imóveis pudesse simplesmente enviar o documento com uma assinatura digital transmitindo a mesma confiança na sua autenticidade e cumprindo todos os requisitos legais o negócio imobiliário se tornaria bem mais simples e prático.

A assinatura digital é uma tecnologia que faz uso da criptografia e permite a certificação de documentos digitais. Funciona como uma assinatura reconhecida garantindo a identificação de pessoas ou empresas e a realização das comunicações eletrônicas com segurança.

imobiliarias em presidente prudente

Para assinar um documento eletrônico utiliza-se um smartcard juntamente com um software assinador que verifica a assinatura de um documento usando outro software validador. A chave pública é o certificado digital do signatário, contida no documento eletrônico.

Com a assinatura eletrônica, a burocracia envolvendo o processo de compra e venda de imóveis seria reduzida. O comprador já não necessitaria se deslocar ao cartório, aguardar dias pelo registro na matrícula do imóvel e regressar ao banco com os documentos. A comunicação seria feita entre o banco e o cartório reduzindo o prazo desse processo.

3 dicas de marketing imobiliário que você vai precisar

melhor opção ponto comercial curitiba

Nenhum corretor pode ficar sem o marketing imobiliário, se você ainda não o conhece, certamente está perdendo tempo.
1. Crie um cartão de visita. Obtenha um cartão de visita impressionante de negócios e entregá-los como panfletos de pizza em uma noite de sexta-feira.
2. Crie uma oferta irresistível de conteúdo para capturar ligações. Considere a produção de um e-book como “X número de coisas proprietários de casas novas devem considerar antes de comprar” ou “X mais valiosos recursos de um novo lar.” A oferta de ebooks gratuitos em troca de um endereço de e-mail (e código postal, no caso de imóveis) é uma ótima maneira de capturar ligações.
3. Contrate uma Pro Photo. O Imobiliário de sucesso depende muito da fotografia. Fotos ruins vão diminuir o interesse em até mesmo pelas propriedades. É absolutamente vital que você tenha fotos maravilhosas de suas propriedades. Contrate um fotógrafo profissional (de preferência com experiência fotografando casas e arquitetura), ou, se você tiver equipamentos sofisticados e está confiante em suas habilidades, Dê a sua própria mão a ele.

Imóveis estão menores, mas com maior área de lazer

Apartamentos para alugar Presidente Prudente

O perfil das moradias vem mudando nos últimos anos, dizem as imobiliárias. É possível perceber que as casas dos anos 1970 eram amplas, com pé direito alto, e áreas com 100 metros quadrados ou até mais, mas com áreas de lazer bem menores e muitas vezes nem havia.

Mas muita coisa mudou. A mudança de comportamento dos consumidores tem grande impacto na busca por imóveis. A área de lazer ganha mais valor, uma vez que o tempo dentro de casa é menor.

As construtoras e incorporadoras estão atendendo a essa demanda com apartamentos menores e oferecendo opções de áreas comuns como academia, piscina e salão de jogos. Alguns novos empreendimentos oferecem serviços de hotelarias, como limpeza e lavanderia, que não estão nos custos do condomínio, é um serviço à parte.

Os novos padrões, conceitos e tendências surgem o tempo todo e as construtoras fazem pesquisas para detectar as necessidades dos novos clientes.

Como nem sempre as novidades são vistas como necessidades, os corretores precisam estar preparados e informados para fazer a divulgação correta do empreendimento. Principalmente quando o imóvel está em fase de lançamento ou pré-lançamento, que é o momento crucial para esse profissional.

Contrato de gaveta em compra de imóvel financiado

imobiliaria curitiba parana

Apesar de haver outras formas de compra oficiais de imóveis já financiados, como o refinanciamento e a transferência do empréstimo para um novo titular, muita gente opta por uma via alternativa, que não tem valor legal: o contrato de gaveta. Segundo as imobiliárias, por necessidade ou por falta de condições de conseguir crédito, muitos compradores passam a pagar o valor das parcelas que restam, mas o financiamento continua no nome do vendedor.

Por exemplo, se determinado imóvel custou R$ 100 mil e o proprietário já pagou R$ 50, o interessado assume a dívida em nome do proprietário. Isso acontece com pessoas que têm urgência em adquirir um imóvel, mas não têm crédito no banco.

No entanto, essa operação pode trazer alguns problemas. Se o comprador falecer, o titular do financiamento terá que reassumir a dívida, lidar com outros possíveis moradores do imóvel e todo ano será obrigado a declarar no Imposto de Renda um bem que na prática não lhe pertence mais. Já no caso de falecimento do proprietário, o comprador terá que entrar na justiça com uma ação de usucapião, direito que o comprador adquire em decorrência do uso do imóvel.

No caso do imóvel já estar quitado, o comprador terá que entrar com um pedido de outorga de escritura. Se o proprietário não tiver feito um inventário em que indique a venda do imóvel por contrato de gaveta, apenas um juiz poderá transferir o bem para o nome do comprador.

O mais indicado é transferir a dívida para evitar dores de cabeça e até mesmo a perda do bem. Não pode pagar, melhor não comprar.

Comprar ou Alugar o que vale mais a pena?

Casas para alugar em curitiba

Hoje eu vou te ajudar a decidir o que vale mais a pena, comprar seu próprio imóvel a vista, financiar o seu imóvel ou viver de aluguel. Talvez a resposta e a conclusão que você chegue hoje, vai te surpreender, vamos lá.

O primeiro ponto importante, muita gente se questiona, o que vale mais a pena, no Brasil temos uma cultura que necessitamos ter nossa casa própria, construir uma família, ter nossa casa do nosso jeito, moveis do nosso gosto, entre outros…e com isso nós acabamos indo pro lado emocional das coisas, por que quando nós financiamos um imóvel, o imóvel não é seu e sim do banco que você financiou, só será seu após você pagar a última parcela, ou seja um financiamento de imóvel, é de 30 a 40 anos para ser quitado, e iria pagar muito juros, até 3x o valor do imóvel que você está comprando, então conviva com isso.

Então viver de aluguel seria a forma que valeria a pena, pois, você com certeza irá pagar menos em um aluguel do que um financiamento, sendo assim, economizaria uma grana por mês, e esse dinheiro que sobraria todo mês, e você pode aplicar esse valor em uma poupança, e iria ajuntando durante esses anos, e pagaria uma casa com dinheiro a vista, que também dá uma grande oportunidade de você diminuir bastante a pedida de valor do dono do imóvel que você compraria.

Modalidades de remuneração dos contratos por empreitada

A empreitada pode ser convencionada a preço fixo ou global e a preço por média ou por etapas. A construtora de Presidente Prudente, mampei construtora explicará as características de cada um deles.

No caso de contrato de empreitada a preço fixo ou global o pagamento da obra é ajustado por um preço invariável, fixado antecipadamente pelas partes e insuscetível de alteração. Neste valor deve estar englobado toda a obra. É muito importante que isso seja feito para garantia tanto do dono da obra como para o empreiteiro. É necessária a elaboração de um memorial descritivo, especificando detalhadamente os serviços e serem executados e a quantidade de material que será usado.

O contrato de empreitada por preço médio ou por etapas a fixação do valor é feita de acordo com as fases da construção ou a medida. Nessa modalidade se verifica o fracionamento da obra. O pagamento pode ser convencionado por parte ou unidade concluída, não há fixação do preço da obra como um todo. O valor pode ser estabelecido o certa medida, como o preço do metro quadrado construído, por exemplo.

 

Citações para ajudar na hora de comprar um imóvel

Sintonize-se com como você se sente:

Não ficar muito espiritual sobre o imóvel, pois a caça de casa não é apenas sobre o que você vê. É também sobre como se sente.

“Uma grande parte da compra de casa é pura emoção”, diz Koitz. E este turbilhão de sentimentos pode surpreendê-lo, puxando-o para casas que nunca pensou que adoraria e ficando longe aqueles que atingiram cada caixa em sua lista.

““ Os agentes têm um ditado secreto, que é que” Os compradores são mentirosos “, diz Koitz. “Não queremos dizer que os compradores realmente tenham a intenção de mentir, mas o que eles acham que querem em uma casa, muitas vezes sai pela janela quando a emoção entra em ação.”

Os corretores de imóveis não se esquecem da sua lista de “deve ter”, mas não se sentem mal sobre pular algo que você pensou que queria. Uma casa maravilhosa sem o seu próprio banheiro ainda é uma casa maravilhosa, só pode ter que baralhar as suas expectativas. Saiba tudo sobre casas condominio fechado curtiba.

“É importante para os compradores ter em mente que não existe tal coisa como a casa perfeita”, diz Dart. “No final do dia, você vai encontrar algum lugar que atinge as notas altas e que inclui as coisas que eram mais importantes para você.”

Portadores de marca-passo e dentista

O marca-passo pode comprometer a realização de alguns procedimentos e os procedimentos odontológicos também fazem parte desse rol.

Determinar se um procedimento é seguro para um paciente portador de marca-passo exige o conhecimento de um cardiologista, clinica odontologica curitiba.

Se você é um paciente com um dispositivo cardíaco implantado, o tratamento odontológico assim como qualquer tratamento especializado deve ter o acompanhamento médico indicado. Os tratamentos odontológicos quase sempre incluem radiografias, sondas ultrassônicas, e procedimentos que podem produzir altos níveis de energia eletromagnética. Para evitar o mau funcionamento e possíveis danos ao seu marca-passo, é necessário avisar antecipadamente ao profissional sobre a presença do mesmo. Isso é muito importante, mesmo quando se usa a proteção de chumbo ou outros protetores similares na região do peito.

Estudos mostram que pacientes odontológicos portadores de marca-passo possuem um maior risco em desenvolver endocardite. Essa infecção ou inflamação do coração ocorre como o resultado da entrada de bactérias na corrente sanguínea, advindas de problemas na boca. Por isso dentistas qualificados e experientes, adotam uma abordagem proativa para ajudar a impedir o desenvolvimento dessa condição.